Engenharia de Produção

Objetivo

Formar profissionais com conhecimentos científicos e tecnológicos, para uma maior compreensão do sistema organizacional e processo produtivo com crescente autonomia intelectual, para futuras intervenções nos processos produtivos.

Campos de Atuação

O Engenheiro de Produção é habilitado para trabalhar em empresas de manufatura dos mais diversos setores, como metalúrgica, mecânica, química, construção civil, eletro-eletrônica, agroindústria; em organizações de prestação de serviços, como bancos, empresas de comércio, instituições de pesquisa e ensino e órgãos governamentais.

Perfil do Profissional

O Engenheiro de Produção é um profissional de formação generalista, que projeta, implanta, opera, otimiza e mantém sistemas integrados de produção de bens e serviços, envolvendo homens, materiais, tecnologias, custos e informação, bem como a sua interação com o meio ambiente; analisa a viabilidade econômica, incorporando conceitos e técnicas da qualidade em sistemas produtivos; coordena e/ou integra grupos de trabalho na solução de problemas de engenharia, englobando aspectos técnicos, econômicos, políticos, sociais, éticos, ambientais e de segurança. Coordena e supervisiona equipes de trabalho, realiza estudos de viabilidade técnico-econômica, executa e fiscaliza obras e serviços técnicos; e efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em suas atividades, considera a ética, a segurança, a legislação e os impactos ambientais.

Duração: 5 anos

Regime Regular Noturno

Local:

 

  • Campus Universitário Canoinhas

Este curso está credenciado de acordo com a Resolução 235/75, do Confea.





Fluxograma de Integralização Curso de Engenharia de Produção


  • Os horários e cronogramas de aulas estão disponíveis no sistema acadêmico E-mestre/Portal do Aluno.
  • Clique aqui para acessar seu portal!

    O Sistema de Avaliação do processo de ensino e aprendizagem nos Cursos de Graduação da Universidade do Contestado seguem regulamentação geral e aquela estabelecida pelo professor em seu plano de ensino e Projeto Pedagógico de Curso.

    O processo de avaliação de ensino-aprendizagem tem caráter formativo, como processo contínuo tendo em vista o desenvolvimento de habilidades e competências que expressam a aprendizagem do aluno.

    A verificação da aprendizagem e do desempenho acadêmico é feita de forma progressiva e/ou cumulativa, mediante instrumentos avaliativos que se constituem em um conjunto de práticas que utilizam diferentes métodos avaliativos. 

    A avaliação é semestral composta de duas médias parciais: M1 e M2 para fins de inserção no sistema e- mestre da UnC. Para compor a M1 e M2 todas as avaliações são possíveis, dentre as quais, as tradicionais provas, poderão ser realizadas sob a forma de prova on-line (avaliação formativa no AVA), prova escrita presencial, prova oral, e as metodologias alternativas de avaliação como observação, autoavaliação, relatório, seminários, portfólio, mapa conceitual, Simulados, trabalhos em grupo, técnicas artísticas, entre outras, desde que o professor, considere que atende objetivos e resultados pretendidos face o conteúdo estudado, sem prejuízo de eventual deliberação de cada Colegiado.

    As avaliações poderão ser realizadas nos laboratórios vinculadas aos cursos, em salas de aula, em ambientes coletivos de aprendizagem, e no Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA (software), que disponibiliza ferramentas ou interfaces para promover a comunicação que  podem ser síncronas ou assíncronas. As Síncronas promovem a comunicação entre aluno e professor em tempo real, como chat, fóruns, tarefas, wiki, lição e questionários permitindo o acompanhamento e avaliação de aprendizagem,  pautado na interatividade que ocorre a partir da troca de mensagens postadas no AVA, estratégias estas que potencializam a avaliação considerando  a interação do professor-estudante, tutor-estudante e professor-tutor. As ferramentas assíncronas possibilita a comunicação em momentos distintos, possibilitando ao aluno uma reflexão do que escrever, permitindo o registro de informações para que possam ser analisadas posteriormente

    A primeira média parcial (M1), sem prejuízo das demais atividades avaliativas, será composta por prova objetiva, de múltipla escolha, realizada em sistema on-line, em data a ser fixada pelo professor, dentro do horário das aulas da respectiva disciplina, sem qualquer suspensão das demais aulas, não podendo haver cumulação de mais de uma prova por dia e duas por semana.

    A segunda média parcial (M2), sem prejuízo das demais atividades avaliativas, será composta de prova escrita presencial nos moldes e data estabelecida pelo professor, dentro do horário das aulas da respectiva disciplina.

    O professor deve indicar a pontuação atribuída a cada atividade e/ou questão avaliativa.

    A avaliação final do rendimento escolar dos alunos de graduação é verificada ao final de cada período letivo, individualmente e por disciplina, abrangendo os aspectos da assiduidade (presença igual ou superior a 75%) e aproveitamento (nota final igual ou superior a 6,0), ambos eliminatórios por si mesmos.

    A nota final da disciplina corresponde à média aritmética simples das duas médias parciais (M1 e M2), expressa por notas graduadas de zero (0,0) a dez (10) não podendo ser fracionadas aquém ou além de 0,5 (zero virgula cinco).

    O Sistema Acadêmico arredonda automaticamente as médias, conforme segue: I. parte decimal igual ou menor que 0,24 (zero vírgula vinte e quatro) arredondar para o inteiro menor; II. parte decimal igual ou superior a 0,25 (zero vírgula vinte e cinco) arredondar para o meio acima; III. parte decimal igual ou menor que 0,74 (zero vírgula setenta e quatro) arredondar para o meio menor; e IV. parte decimal igual ou superior a 0,75 (zero vírgula setenta e cinco) arredondar para o inteiro acima.

    Todo conteúdo que for requerido na prova deve ter sido, obrigatoriamente, ministrado em sala de aula e também deve estar previsto no Plano de Ensino da disciplina.

    O professor poderá ainda realizar provas com conteúdos de semestres anteriores, desde que comunicado aos alunos, em razão do processo de ensino-aprendizagem ser cumulativo.

    É obrigatória a divulgação pelo professor dos resultados de cada avaliação de aprendizagem no prazo máximo de 10 (dez) dias úteis, após a realização dos mesmos.

    Para fins de equalização de conhecimento, conforme decisão do colegiado do curso é realizada Avaliação Cumulativa (AC), que é composta por todo o conteúdo do semestre no limite de 40 itens. Na mesma sistemática são elaborados provas de  formação geral e  de conhecimento específico, nos mesmos moldes da prova do ENADE. Essa modelagem permite comparar o desempenho dos alunos da UnC em relação aos estudantes brasileiros do respectivo curso. Com essa escala de referência é possível a investigação do progresso desses alunos durante os diferentes períodos da graduação, servindo de instrumento para diagnósticos acadêmicos que possam servir de base para futuras tomadas de decisões.

    Vestibular Presencial

    Constitui-se de prova composta por questões objetivas das diversas áreas do conhecimento e elaboração de uma redação, em especial para Medicina. O vestibular pode ser operacionalizado pelo Sistema ACAFE ou pela própria instituição.

    Vestibular Digital UnC

    Constitui-se de prova composta por questões objetivas das diversas áreas do conhecimento e elaboração de uma redação no próprio portal do sistema e-mestre.

    Processo Seletivo por Mérito

    O vestibulando ao optar pelo processo seletivo por Mérito escolar participa da classificação por meio da sua nota no ENEM, quando se trata do curso de Medicina ou pela classificação da media do Histórico Escolar do Ensino Médio para outros cursos.

    Reingresso

    O reingresso é o retorno aos estudos do acadêmico que não tenha concluído seu curso por motivo de desistência. O interessado requer o retorno, e em havendo vaga, é matriculado no curso de acordo com a matriz curricular em vigor, exceto para o Curso de Medicina.

    Ingresso por Transferência

    As vagas remanescentes dos cursos são ofertadas por Edital de transferência, considerando a existência de vínculo acadêmico com outra instituição.

    REOPÇÃO: O acadêmico da UnC que desejar mudar de curso, poderá fazer a reopção de curso, exceto para o curso de Medicina.

    Portador de Diploma

    Com uma graduação já concluída o candidato requer seu ingresso em determinado curso, exceto para o Curso de Medicina.